Santa Rendeira

Por uma moda menos ordinária

Espadrilles, o dossiê! 09/11/2010

Estou apaixonada pelas sandálias tipo espadrille! Estou amando e só não comprei uma ainda pq eu compro sapatos demais e preciso me controlar, hehe. Comecei a dar uma pesquisadinha nelas e fiquei ainda mais apaixonada pela história desses sapatinhos, ó só:

 

 

“As espadrilles estão em alta e – quem diria! – têm tido seus períodos de altas e baixas desde o século 14!! Sim, desde essa época, soldados espanhóis (numa Espanha que ainda não era exatamente como é hoje em termos de território), já usavam esse tipo de sapato. Nesta época, eles queimavam um tipo de cacto para confeccionar a sola.

 

 

 

As primeiras sandálias do tipo eram feitas com cacto ou até cannabis!

 

Desde seus primórdios, trabalhadores e soldados gostavam das espadrilles pois os fios de juta no solado isolam os pés do frio, calor e umidade.

 

Elas também são irmãs daqueles sapatos que a gente conhece aqui por alpargatas: o princípio é o mesmo, solado de cordinha, design parecido…

 

As sandálias ficaram ainda mais populares na Espanha (aí já como conhecemos hoje, com o território atual) da primeira metade do século XX. Os operários rurais usavam-nas para trabalhos agrários. No fim da década de 1950, no entanto, a área rural espahola passou por uma onda de industrialização e os trabalhadores que usavam as espadrilles passaram a ter empregos em fábricas – e portanto não precisavam mais das sandálias confortáveis e rústicas, ideiais para ficar sob o sol. Muitas das confecções (que ficavam em grande parte, nas regiões da Catalunia e Basca), acabaram fechando.

 

 

 

Loja de espadrilles em 1928

 

 

 

Mas uma delas não. A fábrica da família Castañer continuou funcionando – e funciona até hoje. Com isso, foi uma das responsáveis pelo “status” que a espadrille tem hoje. É que foi assim: a família tinha a fábrica desde a década de 1920. Nos anos 60, quando se deu a grande “crise” dessas alpargatas, eles não quiseram fechar, nem mudar de negócio. Em vez disso, esforçaram-se pela sobrevivência, glamourizaram o sapato e passaram a vendê-lo para a classe média catalã. O negócio deu certo, e a família começou a levar as “novas” espadrilles para feiras de moda na França.

 

Numa dessas feiras, na década de 1970, conheceram Yves Saint-Laurent, que encomendou um modelo. Nos anos 80, foi a vez de Jean Paul Gaultier. Hoje, eles têm 17 lojas próprias pelo mundo, além de fornecerem para marcas poderosas como Lanvin, Hermès e até Louboutin.

 

 

 

 

Louboutins versão espadrilles!

 

 

É claro que a espadrille contou com outras pessoas para manter-se no páreo fashion por todo esse tempo. JFK usou um par. Salvador Dalí foi fotografado com as suas. Em 1948, a atriz americana Lauren Bacall usou um par no filme Key Largo e popularizou a peça nos EUA. Na década de 80, também nos EUA, Don Johnson, que interpretava Sonny Crocektt na bombada série Miami Vice, também usava as suas. Grace Kelly usou um par com cara de alpargatas no filme Ladrão de Casaca, de 1955.

 

 

 

JFK com as suas espadrilles/alpargatas

 

 

 

grace kelly

 

 

 

E claro, a moda com seus ciclos e seus revivals, também não ia deixar uma sandalinha tão fofa cair no esquecimento, né? 😉

 

 

 

Da marca brasileira Felipa, R$ 280

 

 

infantis, ouunn

 

 

Da Schutz, R$ 300

 

tradicionalíssimas, da marca espanhola EspadrillesEtc

 

Da A-Teen

 

Olha as da Alexa Chung

 

 

E as da Megan Fox

 

WANTED!!! ;D

 

 

Gente, a sandália vermelha do topo do post, e as azuis são da EspadrillesEtc, e podem ser encontradas aqui, ó: http://www.espadrillesetc.com – a dona entrou em contato para dizer que eles entregam no Brasil!!! Legal, né? =)

 

 

(com infos do NYT, wikipédia e outros)

Anúncios
 

8 Responses to “Espadrilles, o dossiê!”

  1. aninha Says:

    ahhhhhhh, me sinto envergonhada até!!! Esse post é uma verdadeira aula, o meu foi mais pra mostrar alguns modelinhos rsrsrs. Ameiiiii a véinha costurando a danada na mão!!!

    bjss

  2. Muuuuuuuito bacana o post! Não conhecia seu blog, adorei! Começarei a segui-la! rs Parabéns =) Beijos

  3. Realmente, esse post foi uma verdadeira aula! Adorei! Já usei e gostei de saber que elas estão com tudo novamente, pois acho que são excelentes no verão, com um visual mais despojado. Bjs e parabéns.

  4. Dunhill Says:

    Boooa, Professora Helena! Hehehe.

  5. bet365 Says:

    how are you I was fortunate to approach your subject in baidu
    your topic is outstanding
    I obtain much in your Topics really thanks very much
    btw the theme of you site is really exceptional
    where can find it

  6. rejane claudia Says:

    oi tudo bem queria saber onde fica essa fabrica na espanha tem como saber sou apaixonada por essas sandálias quando morava em fortaleza tinha uma delas mas ja faz muito tem aqui no brasil so achei na felipa no rio de janeiro aqui onde mora não tem um abraço me responda se puder

  7. santarendeira Says:

    Rejane, a loja fica na Espanha, mas você pode comprar pela internet aqui: http://www.espadrillesetc.com eles entregam no Brasil!
    Beijos

  8. Olá boa noite gostaria de saber se vcs fabricam alpargatas para bordar . Na cor nude e preta
    Alpargata fecha e sem a parte de tras só a parte da frente .


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s